• Nadar com os golfinhos em Cancun

    A orla com mais de 20km de extensão de águas azuis e transparentes é o cartão-postal mais conhecido de Cancún. Mas os brasileiros que vão cada vez mais para esta paradisíaca cidade mexicana estão atrás de um outro programa mais emocionante e inesquecível do que desfrutar das belas praias da região. Eles querem tocar, nadar e brincar com golfinhos. Com a baixa do dólar, o programa ficou bem mais em conta. E, rapidamente, as aventuras com estes inteligentes animais viraram uma das atrações mais populares de Cancún.
    Em um dos shoppings mais visitados e bem localizados da cidade, o La Isla, está o Interactive Aquarium. Lá é possível nadar, interagir, brincar, acariciar e aprender divertidos truques para usar com os animais, como o ‘Foot Push’, em que dois golfinhos empurram os pés das pessoas em um divertido nado. A atividade mais simples custa R$ 130 (alimentar e contato para fotos por 15 minutos), passar uma hora e participar de várias brincadeiras sai por R$ 210 e para ser treinador por um dia inteiro é preciso desembolsar R$ 360. Se você é do tipo mais radical, no Interactive Aquarium também é possível alimentar tubarões¿
    O gerente comercial Alberto Zafani, de 31 anos, esteve em Cancún em abril e optou pelo Xcaret, um dos mais famosos da região, que fica a 75km do centro. O parque ecológico foi construído em um importante local da civilização maia e ainda preserva ruínas. É imenso e cheio de atrações, além de possuir bela praia. Mas as atividades mais interessantes não estão inclusas no ingresso e são pagas à parte.
    Alberto pagou R$ 160 pelas brincadeiras com os golfinhos. Gastou outros R$ 175 em fotos e vídeos da aventura, que sempre são cobrados à parte. “Algo que me impressionou muito é a inteligência do golfinho. Ele brinca o tempo todo, responde às orientações do instrutor e é realmente esperto. O golfinho salta, deita nos braços, dá beijinho e permite que você segure nele. É realmente sensacional, atração imperdível”, disse.
    A atuária Cássia Barreto, de 25 anos, optou pela experiência na Isla Mujeres. Só 8km separam a agitada Cancún da tranquilidade da ilha cheia de praias calmas, boas para nadar e mergulhar. O acesso é fácil e barcos saem de três lugares do continente. O contato com golfinhos acontece no parque ecológico El Garrafón. Custa entre R$ 170 e R$ 300, dependendo do pacote. Em média, a aventura dura 40 minutos. “Foi uma experiência ótima e mais legal do que eu imaginava. Fui com duas amigas e, sem dúvida, foi o auge da nossa viagem”, contou Cássia.
    Outros parques da região como o Wet’n Wild e o Xel-Há também oferecem a experiência memorável. “Acho que é impossível descrever. É uma sensação maravilhosa, de não querer sair dali nunca mais. Minha vontade era agarrar um e levar pra casa!”, brincou a promoter Mariana Lang.

    Vai comprar lembrancinhas do Brasil já sabe: www.brasilnabagagem.com.br – Recomende-nos!

  • Parque Estadual Morro do Diabo

    Localizado a extremo oeste do estado de São Paulo, o Parque Estadual Morro do Diabo protege a reserva, que leva o mesmo nome, desde 1941. O gerenciamento do parque é feito pelo Instituto Florestal, órgão da Secretaria de Estado do Meio Ambiente.
    Com aproximadamente 34 mil hectares, protege a rica fauna e flora do lugar.
    O seu nome vem de uma elevação do ponto mais alto, que fica a 600 metros do nível do mar.
    O parque estadual preserva mais de 300 espécies de aves, além de diversos animais silvestres, como a onça pintada e o mico-leão-preto, ambas as espécies ameaçadas de extinção.
    Além de toda essa riqueza da natureza, ele dispõe de centro de visitantes, trilhas monitoradas e até uma hospedaria.
    No entanto, é necessário marcar visitas com antecedência e não se deve levar bebidas alcoólicas, fumar e levar alimentos durante a caminhada pelas trilhas.

    O Brasil se encontra do Brasil na Bagagem. Compre nossas lembrancinhas e recomende-nos!

  • Dicas para evitar apuros em viagens longas

    Porém, existem detalhes que são pequenos mas podem fazer uma grande diferença quando se passa uma temporada longe de casa.
    Quando você pensa em viajar, contabiliza apenas o pacote de viagem e as passagens aéreas? Saiba que esta é apenas uma parte dos gastos em uma viagem. Pensando neste tipo de problema, o site Lonely Planet fez um guia para quem quer fazer uma viagem mais longa, com mais de dez dias, e não passar por apuros.
    Despesas básicas
    Antes de tudo, coloque na ponta do lápis todas as despesas inevitáveis e que já fazem parte da programação. Passagem aérea, transporte local, alojamento e refeições são itens de sobrevivência numa viagem, por isso, antes de cair na estrada, pesquise hotéis, restaurantes e serviços locais para não levar nenhum tipo de susto.
    É importante levar em consideração o que você vai precisar para fazer os passeios programados, como as entradas de um museu ou parque. Acredite, esse dinheiro pode fazer falta, então é melhor dar uma margem para este tipo de gasto, somando a probabilidade de gastos extras, como a compra de presentes e lembranças do local.
    Existem programações que vão aparecer no meio do caminho, então deixe um dinheiro a mais para este tipo de surpresa, como um irresistível passeio por um parque ou até a oportunidade rara de pular de paraquedas num local paradisíaco.
    Tenha uma viagem tranquila
    Existem alguns custos que parecem desperdício de dinheiro, mas que podem fazer grande diferença lá na frente. Tente escolher um seguro de viagem que se enquadre em seu pacote, pois, mesmo se não ocorrer nada de errado, este seguro vai lhe proporcionar uma viagem mais tranquila e sem preocupações.
    Tente, se possível, levar sapatos confortáveis e bagagens resistentes. Qualquer problema, seja com bagagem ou com calçados, podem gerar horas de atraso na programação, que na maioria das vezes já é apertada.
    Controlando todos os gastos
    Para não ficar perdido no que pode ou não pode gastar, utilize alguns programas ou aplicativos que oferecem a possibilidade de criar planilhas de gastos que calculam, de maneira regressiva, o quanto você ainda pode gastar e não ficar no vermelho. Mesmo se você passar um pouco do valor pré-estabelecido, por meio da planilha você ainda conseguirá revisar o que é necessário ou dispensável em sua viagem.
    O principal da viagem é manter o equilíbrio e curtir o passeio, sem nenhuma preocupação com a conta do cartão de crédito que chegará no mês seguinte.
    Transportando dinheiro
    Tente não levar muito dinheiro com você, utilize cartões de crédito para não correr grandes riscos. Porém, sempre será necessária uma quantia de cédulas à mão e, para isso, é melhor usar algumas táticas. Tente andar com poucas quantias e diversificar o local de armazenamento deste dinheiro. Turistas são muito visados, portanto, tente não andar com aquelas bolsas chamativas, que deixam na cara que estão sendo utilizadas para o transporte de dinheiro.
    Seguindo estas dicas de viagem, provavelmente você não passará grandes sustos e poderá aproveitar ainda melhor sua viagem.

    Boa dica não é? Melhor ainda é comprar no Brasil na Bagagem. Aproveite!

  • Conheça os melhores parques temáticos do mundo

    O pólo mundial dos parques temáticos é Orlando, nos Estados Unidos. Lá, encontra-se o fantástico planeta da Disneylândia. Divida em quatro áreas (Magic Kingdom, Epcot, Disney’s, Hollywood Studios e Animal Kingdon), o planeta de Mickey Mouse oferece uma gama de brinquedos, shows e principalmente uma experiência única de viver uma realidade encantadora e mágica.
    Concorrendo com as atrações da Disney, no local também está o parque da Universal Studios. Grande parte do parque é baseada no cinema e as novidades do próximo verão ficam por conta da Rockit, a mais avançada montanha russa em tecnologia do mundo, e da abertura de uma área só dedicada a Harry Potter, o bruxo fenômeno da literatura mundial. Além disso, outro que merece destaque é o Busch Gardens, com atrações de animais, montanhas-russas e aventuras.

    Atravessando todos os EUA e chegando-se à costa oeste, a Califórnia também é celeiro de parques temáticos. Além de existirem na Flórida, Universal e Disney marcam presença nos arredores de Los Angeles. De novidade, o legado de Walt Disney ainda construiu recentemente um parque todo voltado ao estado. O Disney’s California Adventure é um parque divido em três territórios: o Paradise Pier, o Hollywood Pictures Backlot e o Golden State. A área pode ser definida como uma mistura da história, cultura e glamour do cinema desse estado que não à toa tem o astro Arnold Schwarzenegger como governador.

    Mas quem estiver atrás das mais extremas montanhas russas do mundo, as pedidas são a rede Six Flags e a Cedar Point, em Ohio. A primeira tem a matriz na própria Califórnia. Com um complexo de 17 montanhas-russas, esse parque é garantia de adrenalina. O destaque fica por conta da Terminator Salvation: The Ride: de madeira, foi construída para aparecer no filme do Exterminador do Futuro.
    Porém, àqueles que desejarem o extremo da aventura, a filial de Nova Jersey é mais recomendada. Por fim, Cedar Point é considerada a “capital mundial das montanhas russas”. Eleito pela Amusement Today, periódico especializado em parques temáticos, como melhor do mundo, esse parque é centro das mais rápidas, altas e verticais atrações de mundo. A mais conhecida é a Top Thrill Dragster Coaster, que oferece uma descida de 90 graus. Para quem for fã de rock, o recém-inaugurado Freestyle Music Park, próximo a Los Angeles, é uma ótima pedida para quem deseja atrações ligadas ao gênero musical.
    Porém, os EUA não têm exclusividade na diversão. A Europa possui diversos parques temáticos que oferecem excelentes opções para turistas. A primeira não poderia ser outra: Euro Disney. Sede da turma do Mickey na Europa, o parque, a 40 minutos de Paris, oferece parte das mais conhecidas atrações da matriz em Orlando, e especialmente este ano está preparando uma programação, como shows, mais ligada aos personagens de Walt Disney por conta da comemoração do “Ano da Festa da Magia”.

    Ainda na França, opções alternativas são o Parc Asterix e o Futuroscope. O primeiro está comemorando 20 anos de existência e possui o que há de melhor sobre os quadrinhos de Asterix e Obelix. Já o Futuroscope foca seus brinquedos e shows em tecnologia multimídia. O destaque da temporada é o novo The Blue Note Mistery, um musical de conto de fadas feitos como muitos lasers e efeitos especiais.
    Outra referência no Velho Continente é a Dinamarca. Neste país nórdico, encontra-se o mais antigo parque temático em atividade no mundo: o Bakken, construído em 1859. O grande destaque é Legoland, baseado no brinquedo de plástico feito para pequenas construções. Além disso, recentemente o Lalandia abriu ao lado do Legoland e oferece parques aquáticos, boliche e diversas atividades para crianças.
    Já na Alemanha, o Europa-Park, próximo da fronteira com a França e com a Suíça, é o segundo maior parque do continente. Dividido em 15 partes, representando 15 países europeus, o parque possui dez montanhas-russas, com destaque para a nova Blue Fire Megacoaster, além de um cinema 4D e uma área de camping.

    A Espanha tem dois destaques. O Siam Park, nas Ilhas Canárias, maior parque aquático da Europa, e o PortAventura, que tem sua principal área toda decorada como uma cidade litorânea de Catalunha. Do outro lado do mar Mediterrâneo, a Itália é representada pelo Gardaland, próximo do lago de Garda, ao norte, que recria um templo egípcio e ainda possui vasta opção de montanhas russas.
    Por fim, a Inglaterra não poderia ficar de fora. O Alton Towers é conhecido por suas inovações: lá, estão sediadas as primeiras montanhas-russas invertida e vertical do mundo. A próxima novidade será, segundo o jornal The Sun, uma montanha-russa somente para bebês. Outro destaque é o Pleasure Beach Blackpool, na costa oeste, o mais visitado no Reino Unido. Com mais de 6 milhões de pessoas ao ano indo ao parque, seu cartão de visita, dentre 125 atrações, fica por conta de suas montanhas-russas feitas de madeira.

    É diversão que não acaba mais né? Divertido também é navegar pelo site do Brasil na Bagagem. Faça isso agora!

    Fonte: Agência Andrés Bruzzone Comunicação.

  • Confira onde aproveitar o frio no Brasil

    Os mais conhecidos encontram-se nas regiões sul e sudeste, como Campos do Jordão, Petrópolis e Gramado, onde o melhor programa é se agasalhar e ficar perto da lareira comendo e bebendo algumas das especialidades serranas.

    Um dos destinos preferidos dos brasileiros durante os meses de inverno, a cidade de Campos do Jordão, a mais de 1600 metros de altura , é conhecida como a Suíça Brasileira pela sua altitude, sua arquitetura e seu ambiente de cidade de montanha. Campos, como é chamada pelos seus frequentadores, fica a 173 km de São Paulo, na Serra da Mantiqueira. Em volta da cidade existem belezas naturais, com trilhas como a que vai à Pedra do Baú. Mas com o frio que pode chegar a cerca do 0º C, o melhor programa de Campos do Jordão é comer em um dos disputados restaurantes da cidade, que faz da gastronomia uma atração turística. Na Suíça Brasileira, o prato predileto é, claro, o fondue, e um dos melhores locais para comer esta especialidade é restaurante Ludwig, um dos mais tradicionais.

    Campos do Jordão também tem vários shoppings, bares, baladas e hotéis sofisticados como o Blue Mountain Resort. Para casais apaixonados, pacotes a partir de R$ 850 para duas pessoas incluem duas noites de hospedagem num romântico chalé com jantar à luz de velas, champanhe e cesta de piquenique. No Estado de São Paulo, existem outros lugares menos conhecidos e badalados, mas não menos agradáveis, e muitas vezes mais tranquilos e com menos turistas. Serra Negra, a 150 km da capital, tem hotéis fazenda e sítios para o turismo rural, onde adultos e crianças podem estar em contato com a natureza durante o dia e se aquecer perto de lareiras, relaxar e tomar um bom chocolate quente ao voltar.

    Aqueles que lamentam a falta de neve no Brasil para poder esquiar podem encontrar um parque com pista de esqui na cidade serrana de São Roque, a apenas 60 km de São Paulo, que, além de contar com uma pista artificial com um teleférico, também tem uma rota do vinho, bebida ideal para combater o frio.
    Petrópolis, no Estado do Rio de Janeiro, situada a mais de 800 metros de altitude, na Serra dos Órgãos é uma bela e interessante cidade imperial, que definitivamente merece a visita. Além do Museu Imperial, onde se tem noção do modo de viver da família do imperador, turistas podem conhecer a casa de Santos Dumont e o Palácio de Cristal. O Hotel Casablanca Imperial é uma das melhores opções de hospedagem da cidade, com um estilo colonial e muito conforto. A Serra dos Órgãos tem outras cidades como Itaipava, Guapemirim e Teresópolis, e se destaca pelas suas belezas naturais, como o famoso Dedo de Deus.
    A Serra Gaúcha é outro destino muito apreciado por turistas em busca de um bom lugar para curtir o frio, aproveitando a gastronomia local. Claro que não podem faltar os vinhos, estrelas desta que é a maior região vitícola do País. Entre os diversos lugares a serem visitados na Serra Gaúcha, ao pé do Vale dos Vinhedos, está Bento Gonçalves, capital nacional do vinho. Um bom jeito de relaxar no inverno gaúcho é hospedando-se no Hotel Spa do Vinho Caudalie, primeiro centro vinoterapêutico do Brasil, com um spa que usa produtos como sementes de uva ou leveduras de vinho. E para conhecer a Serra, o melhor é a bordo da Maria-Fumaça, que sai de Bento Gonçalves e passa por Garibaldi e Carlos Barbos, num trajeto de 23 km e duas horas e meia de duração.

    A 115 km de Porto Alegre, Gramado é famosa pelo seu festival de cinema, realizado durante o mês de agosto, mas também pelas suas belezas naturais e seu clima e arquitetura europeus. A 7 km de Gramado, Canela, outro reduto de imigrantes italianos, é famosa pelas suas atividades ecoturísticas. A famosa Cascata do Caracol, de mais de 100 metros de altura, pode ser apreciada desde o Teleférico de Canela, com vista também para o Vale da Lageana. A entrada para o parque com passeio no teleférico custa R$ 18, mas é gratuita para crianças de até seis anos. Agências de turismo oferecem pacotes para conhecer o melhor da região. A Agência Terra Turismo tem pacotes partir de R$ 600 por pessoa, com 4 noites de hospedagem e tours pelo Vale dos Vinhedos, Gramado e Canela. Mais luxuoso, o pacote Gramado VIP custa cerca de R$ 3 mil por pessoa, com quatro noites de hospedagem em hotéis de luxo, tours, carro e motorista particular à disposição durante toda a viagem e jantar no restaurante Belle du Valais, um dos melhores restaurantes suíços do País, entre outras mordomias.

    Gostou da dica? Compre nossas lembrancinhas do Brasil e recomende-nos.

  • Planeje suas férias inesquecíveis sem sair do Brasil

    Na hora de planejar as férias, é tão comum sonhar em colocar na prática uma desejada viagem para o exterior que nos esquecemos de que vivemos em um país com atrativos naturais invejáveis, cidades históricas e praias paradisíacas. A vantagem para nós, brasileiros, é que podemos entrar em contato com essa imensa diversidade cultural sem precisar enfrentar as taxas de câmbio ou limitações de língua. Por isso, confira algumas sugestões de destinos que podem transformar sua viagem em uma experiência inesquecível.
    De cara, vale muito descobrir os Lençóis Maranhenses. O parque no nordeste do Estado é composto predominantemente por dunas e lagos formados pela ação do vento e da chuva. Possui uma beleza ímpar devido ao contraste do branco da areia com o azul das águas. A cidade mais próxima é Barreirinhas. As dunas são muito altas e as lagoas possuem águas claras e quentes.

    Lugar que faz jus ao nome, Ilhabela é considerada uma das praias mais bonitas do Estado de São Paulo. Tem regiões com areia fina e outras com uma cor avermelhada, formada por restos de conchas. A ilha é cortada por diversos cursos e água e possui muitas cachoeiras. Graças à grande área natural que possui, o ecoturismo é muito forte no local: cavalgada, escalada, mergulho, ciclismo, trekking, vela e windsurf são algumas das atividades disponíveis.
    Outro destino bastante procurado é Ilha Grande, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. São 193 km² de ilhas, repletas de praias, cachoeiras e riachos em uma das áreas de Mata Atlântica mais preservadas do litoral brasileiro. A ilha é toda cortada por trilhas que ligam vilas e praias, sendo um paraíso para os amantes do trekking. A Vila do Abraão é o local com melhor infraestrutura para receber os turistas que desejam conhecer a ilha.

    Por fim, impossível falar de destinos aquáticos sem mencionar as Cataratas do Iguaçu, conjunto de cataratas na fronteira do Paraná com a Argentina, e visível dos dois países. No lado brasileiro, o melhor ponto de observação é a plataforma que fica depois da Garganta do Diabo. Há um passeio de bote pelas cataratas, que chega a entrar debaixo de algumas das quedas d’água. Para quem se dispuser a ir até o lado argentino, há uma quantidade ainda maior de trilhas e cachoeiras para ver.
    Por terra

    Já a Chapada dos Guimarães, cidade situada exatamente entre os oceanos Atlântico e Pacífico (são aproximadamente 1,5 mil km de distância) atrai por sua quietude e natureza exuberante, como o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, as cachoeiras, lagoas, cavernas e trilhas em meio ao cerrado. Além disso, o artesanato é muito forte na cidade e é exposto em uma feirinha que funciona a semana toda.
    De saideira, que tal uma viagem no tempo? É a sensação de quem visita as cidades históricas de Minas Gerais. Os municípios de Mariana, São João Del Rey, Ouro Preto, Tiradentes e Diamantina são o roteiro ideal para quem quer conhecer mais sobre o Ciclo do Ouro no Brasil e sobre o período barroco em geral. Deleite-se com as ladeiras que lembram o período medieval, igrejas e casarões antigos. Não deixe ainda de passar por Ouro Preto, declarado patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco – lá é possível conhecer obras de mestres do barroco brasileiro, como Aleijadinho.

    Dica bem brasileira né? Recomende essa dica pras suas amigas!

  • As belezas de Cabo Frio no Rio de Janeiro

    Referência quando o assunto é a Região dos Lagos, Cabo Frio capricha no visual e na infraestrutura. Além do mar cristalino e das dunas de areia branquinha, a maioria das praias da  cidade oferece confortáveis quiosques para atender ao público cativo: famílias com filhos adolescentes. Na alta temporada, a turma toma conta da extensa praia do Forte, repleta ainda de bares e restaurantes e cenário da bonita queima de fogos na passagem do ano.

    A concorrida praia, que começa no Forte São Mateus, estende-se até os picos preferidos dos surfistas, como as praias do Foguete e das Dunas – esta última, com montes que chegam a 30 metros. As pranchas marcam presença também nas praias do outro lado do Canal do Itajuru, como Brava, frequentada também pelos naturistas, e Peró.
    Cartão-postal, Praia do Forte tem movimento intenso na alta temporada
    O esporte, aliás, é reverenciado até mesmo fora d´água – no Museu do Surf, o primeiro do país e o maior da América Latina sobre o tema, há exposição de centenas de pranchas, troféus, fotos e vídeos. Cabo Frio é generosa também com os adeptos do iatismo – os ventos são fortíssimos por lá – e do mergulho, que encontram rica vida marinha nas ilhas Comprida e do Papagaio.

    Quando o assunto é noite e gastronomia, todos os caminhos levam ao Boulevard Canal, um calçadão repleto de bares e restaurantes. Entre eles estão o estrelado Picolino, um dos mais tradicionais da cidade e famoso pelo couvert.

    Também a Avenida do Contorno, onde fica a creperia Chez Michou – eterno ponto de encontro da garotada, sempre há movimento . Para as boas compras, basta atravessar a ponte. Na  Rua dos Biquínis, mais de 70 lojas oferecem roupas de banho e acessórios produzidos na cidade. Além da qualidade, os preços em conta garantem o movimento em qualquer estação.

    Boa dica né? Espalhe ela por aí e diga que foi o Brasil na Bagagem que mostrou!

  • Toalha de lavabo

    Geralmente, um jogo de toalha de lavabo conta com duas ou quatro peças na cor branca. A toalha de lavabo pode ter apliques em bordado inglês e ser confeccionada em 100% algodão.

    toalha de lavabo pode apresentar tecido com barrado em renda renascença e ter fita em cetim. A toalha de lavabo costuma ter lacinhosrendas, aplicações de miçangas, entre outros detalhes.

    toalha de lavabo pode acompanhar, inclusive, uma cesta de piquet. Além da toalha de lavabo, o ideal é sempre ter um kit de aromas e sabonetes líquidos por perto.

    Brasil na Bagagem disponibiliza aos seus clientes, entre outras opções de produtos: Kit LavaboPorta Guardanapo em Renda RenascençaPorta Talheres com Renda RenascençaToalha de Bandeja RichelieuToalha para Cesta de Pão em Renda Renascença nas Cores Branca e BegeToalha de Lavabo em Cestinha de PiquetCaminho de Mesa em RichelieuJogo de Toalha de Lavabo com Renda

  • Chinelos de praia

    Além de evitarem a formação de bolhas e queimaduras nos pés, os chinelos de praia funcionam como uma barreira contra os fungos e parasitas, que podem causar micoses e dermatites. Os chinelos de praia deveriam ser usados o tempo todo quando se está na areia.

    Para evitar as marcas que os chinelos de praia podem deixar por conta da ação do sol, use sempre protetor solar nos pés. Na praia, os chinelos de praia conferem um efeito estético melhor do que as plataformas e rasteirinhas.

    Além disso, os chinelos de praia são muito mais confortáveis e estão disponíveis em diversos modelosfeitos a mão, descartáveis, com estampas, fotografias.

    Outra oportunidade interessante é a possibilidade de customizar os chinelos de praia. Os chinelos de praia podem receber correntes, miçangas, lenços ou apliques de resina.

    No Brasil na Bagagem você encontra várias opções de chinelos de praia, tais como: Chinelo Havaianas PretoChinelo Havaianas VerdeChinelo Havaianas CinzaChinelo Havaianas BrancoChinelo Havaianas Azul

  • Bistrot do David em Curitiba

    Para os fãs da amada Paris o Brasil na Bagagem tem uma ótima dica: O Bistrot do David, localizado em Curitiba. Trata-se de um lugar muito bem conceituado. É um Bistrot tipicamente pariense, com pouca iluminação, muitas velas e luzinhas especiais, guarda-chuvas pendurados no teto, cortinas vermelhas, espelhos e muito mais! Essa mistura toda acaba em um efeito maravilhoso.

    O cardápio é variado: saladas, foie gras, risotos, mignons, pato, carré e frutos do mar. O prato que mais ganha destaque é a Assiete de frutos do mar servida com lagostim, mexilhões, vieira, lula, camarões e com acompanhamento de risoto de camarões. Deu água na boca? E como não poderia deixar de ser, o Mignon ao molho de poivre verts, acompanhado de risoto de brie com champignons sai demais!

    Serviço: funciona de terça à domingo, somente com reserva. O site para saber mais é o www.bistrotdodavid.com.br. Passou por Curitiba? Passe no Bistrô do David!

    Voi là!